Peru

Add headline

Peru

Depois de cruzarmos a fronteira em Paita a primeira cidade maior pela qual passamos foi Sullana e depois Piura. Igualmente como nos outros paises pelos quais passamos estas cidades estao “abarrotadas” de gente e, depois da entrada dos “tuc-tuc”, moto-taxis, o transito nestas cidadezinhas virou um caos…e so buzina e passa, buzina e vai se enfiando, ate passar sinal fechado e valido, andar na contra-mao entao…regra de transito e so para o papel…e um salve-se quem puder…e nos com este veiculo de maiores proporcoes, entao, passamos por alguns sufocos, mas sobrevivemos!

Depois de Sullana entramos numa parte chamada “Desierto de sechura”, que como o proprio nome sugere e um deserto muito arido e seco. Alias, o que mias vimos aqui na parte da Panamericana no Peru foi deserto, muito po, muita areia, e pedras das mais variadas cores e tamanhos, muito vento proximo do oceano, e a costa e muito linda, ainda mais vista de cima das montanhas…Devido ao vento usam como protecao paredes feitas de um tipo de junco que servem como quebra vento, a fazem ate as casas sobre a areia do deserto deste tipo de material. Queria trazer algumas junto mas Daniel me disse que nao tinha lugar…kkk!

Nossoprimeiro pernoite foi na cidade de Lambayeque num “Grifo” (posto de gasolina) e depois passamos por Chiclayo e Paijan. Em Paijan fomos parados pelos Patrulheros de Carreteras pois, Segundo o primeiro policial que nos parou e regra andar de farol aceso aqui no Peru e como Daniel nao estava com elas acesas, a principio, teriam que nos multar. Bem, nesta altura outro patrulheiro de nome Garcia assumiu a abordagem e nos explicou que teria que nos multar em funcao do ocorrido. Daniel argumentou dizendo que nao tinhamos visto em lugar algum placas de transito sobre esta regra, e tambem dizendo que eramos turistas e que nao tinhamos obrigacao de saber todas as regras especificas daquele pais e que em outros paises os turistas recebem uma advertencia para que nao voltem a infringer a lei…bem, depois de mais alguma argumentacao o patrulheiro reconheceu que realmente nao existem avisos sobre esta regra de transito e compreendeu que pelo fato de sermos turistas nao mereciamos uma multa por infracao, mas somente um alerta. Garcia foi muito educado , amavel e mostrou ser um bom professional, ao contrario do seu colega que fez uma abordagem desmedida e que nao nos pareceu ser uma pessoa talhada para desempenhar o papel de Patrulheiro.

Em Chiclayo existe uma instituicao chamada “Hospital de la Solidaridad” que sao inumeros containers transformados em consultorios medicos e ambulatorios a fim de popularizar a atendimento em saude publica. Achei muito interessante esta ideia.

Depois de Chiclayo passamos por Trujillo, Chimbote, e Barranca, onde pernoitamos. De la passamos por Lima e fomos ao aeroporto que fica na cidade de Callao. Lima e como toda e qualquer cidade grande – muita gente e transito caotico, apesar de termos passado somente pela parte da Panamericana que passa pela cidade, porque e complicado andar em centro de cidade grande com um veiculo deste tamanho… De Lima seguimos pela PanAm para o sul com destino a Paracas mas antes resolvemos passer num super mercado para pegar algumas coisas. Paramos numa cidadezinha chamada Chincha cujo centro estava replete de gente por ser domingo a tarde. Paramos na rua central e “tentamos” atravessar para o outro lado da rua, sem sucesso…resolvemos ir um pouco mais adiante e entao achamos outro supermercado e um local para estacionar, na rua mesmo, cheio de gente em volta. Tiramos o GPS do suporte, peguei minha camera fotografica e o Daniel o Nextel, fechamos tudo e nos fomos ao super. Quando estavamos no caixa um rapazinho perguntou ao Daniel se era nosso o motorhome estacionado na rua, Daniel respondeu afirmativamente, e ele entao disse “le romperam el vidrio…”, o que Daniel interpretou como brincadeira…bem…NAO era brincadeira, entramos para a estatistica…quebraram o vidro do  caroneiro, entraram, levaram GPS, a TV de 32 pol e minha pochete que estava num canto sobre o sofa…brincadeira que nada…e cheio de gente na rua…devem ter ouvido o barulho e visto os delinquentes roubando…mas nao fazem nada…Roubarem bens materiais que se consegue comprar novamente, tudo bem, mas o que nos deixa indignados e ROUBAREM a tua tranquilidade, a tua integridade, o teu direito…Mas, como dizia o Vo Nilvo – “Deus tem mais para dar do que o Diabo para tirar…" O que nos consola e que aquilo que nos tiraram nao ira mudar a vida destas pessoas…elas vao continuar sendo o que sao, vivendo onde vivem, sem perspectiva de melhoria…

Bem, voltando ao Peru, e com o acontecido, tivemos que mudar nossos planos de ir a Cusco e Machu Pichu uma vez que la teriamos que deixar o motorhome em algum lugar e seguir de trem. Como diz Daniel…vai ficar para a proxima…provavelmente de aviao e em excursao…kkk. Assim continuamos rumo ao sul  pela Panamericana vendo o que comentei antes…muito deserto e aridez mas, ao mesmo tempo, com o processo de irrigacao que estao utilizando aqui existem vales maravilhosos onde plantam de tudo, pricipalmente ervas e temperos como na cidade de Milton em que existem os “Viveros Genesis” e que se sente o aroma das ervas ao passar pela cidade…muita fruta, manga, citricos, uvas para o Pisco, plantacoes de cactus…quase inacreditavel ver-se isto tudo ao lado de uma area de deserto arido e sem verde. Passamos pela cidade de Nazca onde existem as “Lineas de Nazca” que sao desenhos com formas principalmente de animais como passaros, macaco, aranha, lagarto e que foram criadas entre 200BC e 700 AD numa area de 350m₂ e que sao melhor visualizadas do alto. Tambem passamos pela Reserva Nacional Paracas, na costa do Pacifico, onde existem lobos marinhos, golfinhos e mais de 200 especies de passaros.

Aqui no Peru a gasolina e cara -   em  torno de U$ 5.00 o galao e se paga muito pedagio. Nao podemos reclamar da estrada, a nao ser alguns trechos pequenos, e quando se entra em cidade, mas de resto esta em boas condicoes. Ah, e aqui usa-se a buzina em demasia – para ultrapassar, quando ja ultrapassou, quando se quer entrar na via, como que pedindo espaco…acho que substituem o sinal de direcao pela buzina…e uma loucura o que “buzinam” neste pais…

Depois de cinco dias aqui, com vidro quebrado e” remendado” ate conseguirmos outro talvez no Chile, chegamos a fronteira na cidade de Tacna e no paso fronteirico de Chacalluta onde saimos do Peru e entramos no Chile, com a burocracia de praxe, e pernoitamos na cidade de Arica, num Posto Copec.   

Write a new comment: (Click here)

SimpleSite.com
Characters left: 160
DONE Sending...
See all comments

| Reply

Latest comments

01.07 | 17:55

Ola ,aqui e o Lula de Recife☺. Nos encontramos ontem/Sabado no Look out Point ,on the Mulholland Highway. Foi um prazer Conhece los. Curtam a Viagem.

...
28.12 | 08:13

Thank you soooo much for the wishes...we are all fine, have returned from the US on the 20th to spend Christmas with family...wishing you all Happy Holidays,too

...
22.12 | 23:11

Merry Christmas and Happy New Year., Daniel and Ingrid. I pray you are both well. All is well here ... think of you fondly so often. God Bless!

...
29.10 | 12:03

Linda viagem. Ótimo depoimento!!!

...
You liked this page